Obras na BR-163 e Transamazônica dependem da solução de questões ambientais’, diz senador Paulo Rocha

Para o parlamentar, os calendários do orçamento da União e do clima da região também precisam coincidir.
Atoleiros na rodovia BR-163 no Pará — Foto: Ezequiel Ribeiro/Aquivo Pessoal

Na região oeste do Pará, onde cumprir extensa agenda de trabalho, o senador Paulo Rocha (PT), tem ouvido demandas da população, e uma das mais recorrentes é em relação a pavimentação de importantes vias de ligação do Norte com outras regiões do país: BR-163 (Santarém-Cuiabá) e BR-230 (Transamazônica). Para atender o anseio da população, Rocha disse que não bastam as emendas de bancada. É preciso resolver questões ambientais e combinar os calendários de orçamento da União e o clima da região.

“Precisamos resolver problemas na Amazônia. Uma é o calendário do orçamento da União que precisa casar com o calendário do clima da região. Porque às vezes, passa todo o verão, cerca de seis meses, e não tem recurso liberado para executar as obras. Aí, quando chega o período de chuvas, o recurso é liberado, mas aí já não tem como trabalhar. Outra questão é ambiental. O Lula queria asfaltar a Transamazônica, mas esbarrou na questão ambiental”, disse o senador.

Segundo Rocha, há um esforço coletivo no sentido de resolver tanto a questão do calendário do orçamento para antecipar a liberação dos recursos para o período do verão na Amazônia, quanto as adequações necessárias na legislação ambiental, porém, a demora para que os resultados práticos apareçam acabam deixando a população incrédula. “O que mais atravanca e leva a população a ficar incrédula é a demora para que as coisas se resolverem. Vamos ver se nesse governo a gente enxerga alguma esperança de liberação de recursos para essas grandes obras para que elas sejam executadas, porque no governo Temer parou tudo. Acabaram com o PAC, inclusive”, frisou o senador.

Rocha disse que está fazendo a sua parte ao direcionar emendas de bancada. “Eu sou coordenador da bancada paraense. Então, nós direcionamos emendas para a BR-163. Como também a gente exige do governo que aloque mais recursos, porque as nossas emendas não resolvem sozinhas. E também fizemos uma emenda para a BR-163 dentro do trecho da cidade, que é para desafogar”, explicou.

Senador Paulo Rocha apresentou emenda para obras no trecho urbano da BR-163 em Santarém, no Pará — Foto: Reprodução/TV Tapajós

O senador disse que por ser uma rodovia dentro da cidade, os investimentos têm que vir do governo federal, uma vez que o município de Santarém não dá conta de resolver com recursos próprios. “A pedido inclusive do prefeito, fizemos uma emenda específica aqui para a BR-163, para resolver alguns gargalos que nós temos provocados pelo grande fluxo de veículos pesados na área urbana”.

Nesta sexta-feira, o senador reuniu com o prefeito Nélio Aguiar no início da tarde, oportunidade em que o gestor municipal pediu apoio do parlamentar em relação a projetos apresentados por Santarém, que estão tramitando em várias pastas do governo federal. À noite, o encontro foi a diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces).

Neste sábado (19), Paulo Rocha participa de um encontro com a militância do Partido dos Trabalhadores, em Santarém.

(Blog Agora Notícia )

Fonte G1 Santarém Pará

waldemir

Radialista/Blogueiro,