Em Santarém, Helder Barbalho critica fornecimento e altos valores da energia elétrica: ‘inadequado e inconveniente’

Novo governador eleito afirmou que abrirá conversas com o Governo Federal e a Agência de Energia para melhorar situação. Distribuição de água também deve ser discutida.
Helder Barbalho durante discurso em Santarém — Foto: Gustavo Campos/G1

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), tomou posse do cargo na terça-feira (1°) oficialmente em Belém e, depois, simbolicamente nos municípios de Marabá e Santarém, no sudeste e oeste do estado, respectivamente. Após a solenidade em Santarém, o novo gestor estadual concedeu entrevista coletiva à imprensa, e foi questionado em relação ao fornecimento de energia elétrica em solo paraense.

Barbalho criticou, em seu discurso, os altos valores cobrados pela Concessionária de Energia e a qualidade do fornecimento. Ele lembrou que o estado é fornecedor e exportador de energia, com as Usinas Hidrelétricas de Tucuruí e Curuá-Una, em Santarém, e ressaltou que melhorias serão pedidas ao Governo Federal e aos órgãos responsáveis.

O gestor estadual destacou que a concessão de energia é uma demanda federal, mas afirmou que o estado “não será omisso” e não aceitará continuar nesta “situação absolutamente inadequada e inconveniente para o cidadão e para o estado”.

“Estaremos dialogando com o governo federal, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a concessionária para que se estabeleça um novo padrão de relacionamento. Não é possível continuar com a cobrança exorbitante e a péssima qualidade. A sociedade não aceita mais isso. Essa é uma pauta fundamental de relacionamento com o governo federal, não exclusiva do governo do estado. O Pará não será omisso, não aceitará continuar com essa situação absolutamente inadequada e inconveniente para o cidadão e para o estado”, explicou Helder Barbalho.

O abastecimento de energia elétrica tem sido alvo de reclamações em todo o Pará. Em Santarém, no fim de novembro, uma audiência pública foi realizada na Câmara Municipal, com membros de movimentos #ForaCelpa e #BastaCelpa, consumidores, sociedade, representantes das Centrais Elétricas do Pará (Celpa) e os vereadores, sobre os aumentos sucessivos nas contas de energia.

Foto: Divulgação
Distribuição de água e outros temas

Durante o discurso em Santarém, Barbalho também prometeu trabalhar pela melhoria no abastecimento de água na região oeste do Pará. Em Santarém, no final de 2018, moradores de mais de dez bairros sofreram com a falta d’água durante vários dias.

Outras promessas feitas pelo novo gestor durante o discurso foram o fortalecimento e desenvolvimento do agronegócio, da atividade turística e da mineração no oeste do estado; a criação do Hospital Regional da Calha Norte, ampliação do Hospital Regional do Baixo Amazonas; a conclusão das obras do estádio Colosso do Tapajós, do Ginásio Poliesportivo, do Hospital Materno Infantil e do Terminal Hidroviário em Santarém; e a construção de um Centro de Convenções para o turismo local.

A luta junto ao Governo Federal pelo asfaltamento das rodovias BR-163 (Santarém-Cuiabá) e BR-230 (Transamazônica) e os trabalhos nas estradas estaduais PA-254, que liga os municípios de Prainha e Oriximiná, PA-255 (Santarém-Monte Alegre), e PA-370 (Transuruará, que liga Santarém a Uruará), também foram pontos lembrados pelo gestor.

O governador eleito do Pará, Helder Barbalho (MDB), e o seu vice, Lúcio Vale, tomaram posse oficialmente durante cerimônia realizada na manhã de terça-feira (1º) no plenário da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) em Belém. Ao fim da cerimônia, Helder recebeu a faixa governamental das mãos da esposa, em solenidade em frente ao Museu Histórico do Pará, Palácio Lauro Sodré. O ex-governador Simão Jatene avisou que não compareceria para passar a faixa.

Depois, ele seguiu até Marabá, onde a primeira posse simbólica começou às 15h30, no Carajás Centro de Convenções Leonildo Borges Rocha, espaço para cerca de mil pessoas. Barbalho recebeu a faixa de um aluno de escola pública.

Helder venceu as eleições 2018 no segundo turno com 55,43% dos votos (2.068.319 votos). Esta foi a primeira vez que um governador toma posse, em um ato simbólico, em três cidades diferentes.

(Blog Agora Notícia )

Fonte G1 Santarém Pará

waldemir

Radialista/Blogueiro,