12 toneladas de carne de pirarucu e jacaré são doadas após apreensão em Juruti

Doações serão feitas a instituições de caridade e sem fins lucrativos seguindo normas da Lei Ambiental e ordem judicial.
Foto: Ascom Prefeitura de Juruti/Divulgação

Instituições de caridade e sem fins lucrativos de Juruti, no oeste do Pará, receberão doações de carne de pirarucu e jacaré que foram apreendidas no município. A apreensão de alimentos no dia 17 de dezembro totalizou 12 toneladas, que estavam armazenadas em embarcação.

A doação segue as normas estabelecidas na Lei Ambiental e por uma decisão judicial da Comarca de Juruti. “A Semma ficará responsável em fazer distribuição desse material para essas instituições e organizações. Parte será doado para Igreja Católica que vai ficar responsável distribuição para população diretamente”, explicou o secretário municipal de meio ambiente, Expedito Repolho.

Foto: Ascom Prefeitura de Juruti/Divulgação

A apreensão

As 12 toneladas de mantas de pirarucu e de jacarés foram apreendidas na região da Ilha de Santa Rita e na entrada da região do Pucu. A operação de fiscalização em combate à caça e à pesca predatórias tiveram à frente a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e Policia Civil de Juruti.

Foto: Ascom Prefeitura de Juruti/Divulgação

Dois homens foram presos em flagrante e vão responde por crime ambiental e estão à disposição da Justiça. Os infratores foram autuados de acordo com o Art. 2º, I, da Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) nº 34, de 18 de junho de 2004, que a captura, comercialização e transporte do Pirarucu, no período de 1º de dezembro a 31 de maio, nos estados do Amazonas, Pará, Acre e Amapá; assim como é proibida a comercialização de jacaré, conforme o Art. 34º, da Lei nº 9.605197, de 1998.

Foto: Ascom Prefeitura de Juruti/Divulgação

Essa apreensão é considerada a maior já realizada em Juruti. Calcula-se que cerca de 800 animais, entre pirarucus e jacaré foram mortos para totalizar a quantidade apreendida.

As fiscalizações nos lagos vão continuar e serão feitas juntamente com Polícia Militar, Policia Civil e Guarda Municipal, além dos órgãos ambientais.

(Blog Agora Notícia )

Fonte G1 Santarém Pará

waldemir

Radialista/Blogueiro,