Vereador do PSDB e PM são presos por envolvimento em morte de professor no Pará

Reprodução Facebook

O vereador Gian Pardal (PSDB) e um policial militar de Castanhal, nordeste paraense, serão apresentados na tarde desta segunda-feira (17) na Divisão de Homicídios, em Belém, acusados de participar do assassinato do professor e sociólogo Paulo Henrique Souza, de 42 anos, cometido no mês de agosto de 2017 em Igarapé-Açu, nordeste do Estado. O crime pode ter sido motivado por denúncias feitas pelo professor.

Gian Pardal foi assassinado, na tarde do dia 27 de agosto de 2017, atingido com um tiro na nuca quando estava em frente à própria residência, em Igarapé-Açu. O disparo foi feito por um ocupante de um carro.

Após ser atingido pelo tiro, Paulo chegou ainda a ser resgatado por uma ambulância do Samu e transferido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Castanhal, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Os familiares da vítima alegam que Paulo foi executado por estar à frente de uma série de denúncias contra irregularidades na gestão da saúde pública em Igarapé-Açu.

À época, o professor chegou a registrar, na delegacia local, as ameaças que vinha recebendo e também publicou textos em seu perfil no Facebook em que fazia referências a supostas ameaças.

(Blog Agora Notícia )

Fonte DOL

waldemir

Radialista/Blogueiro,