Enem para pessoas privadas de liberdade começa nesta terça para 41 mil inscritos

Outros 2.725 candidatos da edição regular que têm direito à reaplicação do Enem também farão as provas nesta terça e na quarta, segundo o Inep
Caderno de provas azul do segundo dia de Enem 2018 — Foto: G1

A edição 2018 do Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas privadas de liberdade (Enem PPL) começa nesta terça-feira (11). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 41.044 candidatos presos em unidades prisionais ou jovens sob medida socioeducativa atualmente privados de liberdade estão inscritos no exame.

Ele será aplicado nesta terça e na quarta-feira (12).

Além das pessoas privadas de liberdade, podem participar também candidatos da edição regular do Enem 2018, aplicada em novembro, que têm direito à reaplicação de um ou dois dias de provas.

Segundo o Inep, 2.725 candidatos estão nessa situação e, até a manhã desta segunda-feira (10), cerca de 50% deles já haviam acessado as informações sobre o local de prova.

Os candidatos da reaplicação do Enem devem checar o local de provas na página do participante.

Problemas logísticos

O Inep diz que o Enem PPL será aplicado em 1.436 municípios, além de 16 municípios onde, durante o Enem regular, ocorreram “problemas logísticos no local de provas durante a aplicação do exame”.

Um dos locais de provas com problemas está na cidade de Porto Nacional, no Tocantins:

Como o Enem usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), as provas têm níveis de dificuldade semelhantes e permitem a comparação de notas de candidatos que fizeram edições diferentes.

(Blog Agora Notícia )

Fonte G1 

waldemir

Radialista/Blogueiro,