Levantamento da polícia aponta redução de casos de roubo, latrocínio e homicídio no oeste do Pará

Para o comando do CPR-I, a realização de operações integradas tem sido decisiva no combate à criminalidade.
Foto: PRF Santarém/Divulgação

Levantamento de dados estatísticos divulgado na sexta-feira (23) pela 12ª Região Integrada de Segurança Pública e Defesa Social (12ª RISP) e Comando Regional de Policiamento I (CPR-I), que abrangem 13 municípios do oeste do Pará, apontaram redução de 25% a 43%, no número de casos dos crimes que mais tiram o sossego da população: roubos, latrocínios e homicídios, de agosto de 2015 a outubro de 2018.

De acordo com o levantamento, de 2017 a outubro de 2018, os crimes de roubo tanto na região quanto no município de Santarém, apresentaram redução de mais de 40%.

Gráfico da ocorrência de Roubos — Foto: POlícia Militar/Divulgação

Gráfico da ocorrência de Roubos — Foto: POlícia Militar/Divulgação

Em 2017, na região foram registrados 2.707 roubos. De janeiro a outubro de 2018, foram 1.867 casos. Essa diminuição no número de roubos, segundo o comandante do CRP-I, coronel Héldson Tomaso, está diretamente ligada à presença ostensiva da PM nas ruas.

“Se observar os gráficos, vai perceber que a partir de novembro de 2017, quando entrou em funcionamento o 35º BPM, a presença da PM nas ruas ficou mais expressiva, pois houve a divisão de área com o 3º BPM. Isso refletiu na redução considerável do número de roubos. Então, os números comprovam a importância da efetivação de mais um batalhão em Santarém”, ponderou coronel Tomaso.

Gráfico das ocorrências de Latrocínio — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Gráfico das ocorrências de Latrocínio — Foto: Polícia Militar/Divulgação

O número de casos de latrocínio caiu na casa de 30% em Santarém e região. Em 2017, foram 10 casos e 2018, até outubro, apenas 7, sendo 4 em Santarém.

Já os casos de homicídio tiveram redução na casa de 25%, tanto em Santarém quanto na área da 12ª RISP/CPR-I. Em 2017, foram registrados 118 homicídios em 13 municípios do oeste do Pará. De janeiro a outubro de 2018, foram 88 casos, sendo 42 em Santarém.

Gráfico das ocorrências de Homicídios — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Gráfico das ocorrências de Homicídios — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Planejamento estratégico e ações integradas com outros órgãos de segurança, são considerados fatores decisivos pelo comandante do CPR-I para a redução do número de crimes em Santarém e região

“A gente aumentou muito a questão das operações, tanto as pontuais feitas por uma ou duas guarnições, quanto as integradas que estão dando resultados fantásticos. A primeira foi no final de 2015. De lá pra cá, conseguimos agregar outras instituições, são quase 20. Cada instituição aumentou o seu leque de atuação. No CPR-I criamos plano tático para ações repressivas (operações) e preventivas (ronda escolar e maior atuação do proerd). Cada unidade tem que cumprir uma meta mensal e isso ajudou muito na presença ostensiva da PM”, frisou coronel Tomaso.

Dentro do planejamento tático do CPR-I, há uma determinação para que cada viatura faça além da ronda normal, a interação com a comunidade, passando pela UPA, escolas e outras instituições. Outro ponto é o treinamento dos policiais. “Chegamos ao terceiro ano consecutivo de aperfeiçoamento policial. Os policiais saem da sua rotina e vão para a sala de aula rever o policiamento comunitário, técnicas e no último dia, fazem a prática de tiro, o que permite uma atuação melhor dos policiais nas ruas. Considero que temos a tropa mais bem treinada do estado”, finalizou.

Blog Agora Notícia 

Fonte G1Santarem Pará 

waldemir

Radialista/Blogueiro,