Nos pênaltis, São Francisco derrota Pinheirense e avança à elite do Parazão

Goleiro Labilá brilha com uma defesa e uma cobrança convertida. Partida terminou 2 a 2 no tempo normal

Não foi fácil, mas o São Francisco passou pelo Pinheirense na manhã deste domingo (18), no estádio Mangueirão, em Belém, e avançou à final da segunda divisão do Campeonato Paraense, além de garantir vaga na elite estadual em 2019.

O Leão esteve duas vezes na frente – abriu o placar com o zagueiro Carlinhos Rocha e ampliou com o meia Tavinho -, mas o General da Vila foi buscar o placar, empatando a partida com os gols de Marquinho e Ângelo.

A partida foi para decisão nos pênaltis e o goleiro Labilá mostrou toda sua qualidade, ao defender a cobrança de Marquinho e converter a última cobrança- Nego, do Pinheirense, mandou para fora e Balotelli, do São Francisco, parou na defesa do goleiro Dida. Por 4 a 3, o Leão santareno conquistou o acesso à primeira divisão paraense.

A Segundinha terá uma decisão santarena entre São Francisco e Tapajós. Os jogos deverão ser disputados no estádio Colosso do Tapajós. As finais estão marcadas inicialmente para os dias 25/11 e 2/12, mas a Federação Paraense de Futebol (FPF) já sinalizou a possibilidade de mudança nos dias.

Leão sai na frente no primeiro tempo

O São Francisco começou melhor o jogo, apostando na velocidade de um ataque leve, sem um centroavante fixo. Tanto que aos 13 minutos abriu o placar, com o zagueiro Carlinhos Rocha, após uma cobrança de escanteio. Os azulinos continuavam em cima, mas o Pinheirense começou a criar mais, até que, aos 36, o meia Ângelo sofreu uma carga dentro da área e a arbitragem marcou pênalti, que foi convertido por Marquinho.

O jogo ficou mais equilibrado depois do empate e já se encaminhava para o intervalo, quando Tavinho, aos 48 minutos, cobrou uma bonita falta e colocou o Leão novamente na frente.

General vai buscar na etapa final

Já na segunda etapa, o Pinheirense cresceu no jogo e pressionou o São Francisco, que se defendia e tentava manter a vantagem.

O General da Vila apostava em chutes de fora da área e foi assim que buscou o resultado, aos 43 minutos do segundo tempo. O meia Ângelo, artilheiro da Segundinha com seis gols, arriscou de longe e o goleiro Labilá aceitou, deixando tudo igual e levando a decisão para os pênaltis.

Labilá defende e marca e Leão vai à final
Foto: Cacio Murilo Souza/Ascom Pinheirense

Se no segundo gol do Pinheirense, Labilá pode ter falhado, o goleiro foi importantíssimo na disputa de pênaltis.

O General da Vila abriu as cobranças, mas Nego chutou para fora. O São Francisco poderia sair na frente, mas o atacante Balotelli parou no goleiro Dida na primeira cobrança azulina.

Renan converteu para o Pinheirense, assim como Chaveirinho, para o São Francisco. Aí o goleiro Labilá apareceu, defendendo a cobrança de Marquinho.

O Leão passou na frente com o gol de Wendell, e o zagueiro Serra Azul marcou para o General. Douglas e Billy deixaram tudo igual, faltando apenas uma cobrança do São Francisco.

Labilá foi o responsável por fazer a cobrança. O goleiro mostrou personalidade e deu a vitória ao São Francisco, por 4 a 3.

Blog Agora Notícia 

Fonte Globo esporte.Com Pará 

waldemir

Radialista/Blogueiro,