Corpos de taxista e passageiro são encontrados no terreno de uma residência em Santarém

Erinaldo Sousa e Paulo Correa estavam desaparecido desde a noite de sábado (13).
Crime
Polícia na residência onde os corpos foram enterrados — Foto: Geovane Brito/G1

Foram localizados por volta das 17h20 desta segunda-feira (15), no terreno de uma residência localizada em uma estrada que divide os bairros Maicá e Jaderlândia, em Santarém, oeste do Pará, os corpos do taxista Erinaldo Fernando Ferreira de Sousa, o “Naldo”, de 41 anos e do passageiro Paulo Correa da Silva, 42 anos. Eles estavam desaparecidos desde a noite de sábado (13).

Os corpos estavam amarrados e foram enterrados em cova rasa no terreno de uma casa. Segundo informações da polícia, taxista e passageiro provavelmente foram mortos a tiros.

Segundo informações do subtenente PM Diogo, equipes da polícia continuam nas ruas ao comando do delegado Silvio Birro, fazendo diligências no sentido de descobrir de quem é a casa, quem estava no local. “Os corpos estavam em uma cova. Embaixo estava o Paulão e por cima o taxista. Está em estado avançado de decomposição. Estavam com os pulsos amarrados e bocas amordaçadas”, relatou.

Em cima da cova, foi ateado fogo numa suposta tentativa de camuflar a terra que havia sido mexida. A casa estava alugada, mas a proprietária já foi localizada e deve prestar esclarecimentos à polícia.

Familiares do taxista estão no local e reconheceram o corpo de “Naldo”. Muitos taxistas acompanham o trabalho da polícia e do Centro de Perícias Científicas no local. A movimentação da polícia e a chegada do carro do CPC chamaram atenção e atraíram muitos curiosos. O clima é de comoção.

Crime
Taxista Erinaldo Fernando Ferreira de Sousa — Foto: Reprodução/Redes Sociais
O desaparecimento

O taxista foi visto com vida por familiares a última vez na noite de sábado, por volta das 19h, quando saiu para fazer uma corrida para Paulo Correa, o Paulão, que era conhecido dele.

O veículo do taxista foi encontrado na manhã de domingo (14), no ramal do Mutunuy. O desaparecimento foi registrado na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil, e desde a manhã de domingo, as polícias Civil e Militar deram início às buscas pelo taxista na área do entorno de onde o táxi foi abandonado.

A polícia informou à polícia que o último contato do taxista foi com Paulo Correa da Silva, de 42 anos, o “Paulão”, passageiro conhecido dele. Antes de sair de casa, o taxista chegou a dizer que faria a corrida e voltaria no mesmo dia.

A polícia foi até a casa de Paulão, onde recebeu a informação de que o homem não havia retornado para casa desde a noite de sábado, e que teria saído após receber um telefonema.

Blog Agora Notícia 

Com Informações G1Santarem Pa

waldemir

Radialista/Blogueiro,