Mulheres fazem ato contra Bolsonaro em 15 cidades do Pará neste sábado (29)

Manifestacao
Reprodução

Cerca de 15 cidades paraenses têm atos contra as ideias do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) marcadas para este sábado (29). As manifestações são lideradas por mulheres que já estão organizadas em mais de 100 municípios brasileiros e outros 15 países.

Maioria entre os eleitores, mulheres do Brasil inteiro acumulam a insatisfação com o conjunto de declarações do candidato. O grupo cresce a cada dia através da campanha #EleNão. Em poucos dias,

O Pará está entre os quatro primeiros no ranking das cidades com o maior número de assassinato de mulheres, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Em Belém, a concentração será às 16h no Mercado de São Brás. No curso do ato, vai haver uma série de atividades culturais. Várias artistas paraenses já declararam apoio ao evento, entre elas, Sammliz, Ana Clara Matos, Liége, Aíla, Natália Matos e Mariza Black.

No Pará já estão organizadas manifestações em Santarém, Castanhal, Itaituba, Tucuruí, Abaetetuba, Altamira, Bragança, Cametá, Soure, Marabá e Prainha.

As mulheres envolvidas na campanha acreditam que a eleição de Bolsonaro ameaça direitos conquistados pelas mulheres ao longo das últimas décadas. A campanha contra o militar divide opiniões. Desde que foi criada a hashtag, vários internautas já foram flagrados com discursos de violências física e psicológica contra as mulheres, tanto nas ruas, quanto nas redes sociais.

Blog Agora Notícia 

(DOL)

waldemir

Radialista/Blogueiro,