Homem mata pai e irmã por discordar de divisão da herança

Mulher tinha sido reconhecida recentemente pelo genitor. Autor do duplo homicídio também não concordava com separação dos pais

Crime

Um homem matou o pai e a irmã, que tinha sido reconhecida pelo genitor recentemente, por não aceitar ter que dividir a herança com ela. O caso ocorreu na noite da terça-feira (18/9) em São Bento do Sul, a 252 quilômetros de Florianópolis. As informações são da página do jornal Extra na internet.

Segundo a Polícia Militar de Santa Catarina, o autor do duplo homicídio, Osmar Unisesky Júnior, de 34 anos, também não teria aceitado o divórcio litigioso de seus pais.

A jovem Francielle Jelisnky, de 19 anos, viu o pai, Osmar Unisesky, de 61 anos, ser baleado e conseguiu entrar na empresa de transportes dele para pedir socorro ao telefone de emergência 190, mas quando o operador atendeu, ela foi atingida por disparos. Ambos não resistiram aos ferimentos.

LEIA TAMBEMhttp://www.agoranoticia.com.br/2018/09/19/dom-flavio-e-nomeado-novo-bispo-no-acre-e-deixara-diocese-de-santarem/

http://www.agoranoticia.com.br/2018/09/18/celpa-monta-base-integrada-em-alter-do-chao-para-atender-pedidos-de-ligacoes-provisorias/

No momento em que os policiais militares chegaram ao local, o homem de 34 anos estava no interior de sua residência, localizada ao lado da empresa do pai, onde estava seu filho de 3 anos. A PM tentou convencê-lo a sair, mas não obteve resultado.

Diante da situação, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bobe) foi acionado, entrou na casa, onde a criança estava sozinha no andar superior. Foram apreendidos um revolver calibre 38, uma pistola, e uma espingarda calibre 12, além de munição. A PM continua a realizar buscas pelo autor do crime.

Blog Agora Notícia 

Fonte Metrópoles 

waldemir

Radialista/Blogueiro,