PF fecha madeireiras que desmatavam 4 mil m³ de madeira por mês dentro de terra indígena no Pará

Foram localizadas quatro madeireiras clandestinas, retirando ilegalmente madeira de área federal e comercializando a carga em municípios do Pará, estados do Nordeste, além do Rio de Janeiro.
Policia-federal-fechamadereira
Madeireiras ilegais são fechadas em terra indígena no Pará (Foto: Divulgação / PF)
PARÁ 

A Polícia Federal fecha madeireiras e cumpre cinco mandados de prisão preventiva e mais cinco de busca e apreensão, nos municípios de Belém, Viseu e Santa Luzia do Pará, na manhã desta quinta-feira (30). A Operação Tenetehara desarticula esquema criminoso de extração e comércio ilegal de madeiras de terra indígena do Alto do Rio Guamá.

A Polícia Federal estima que eram retirados da área aproximadamente 4 mil metros cúbicos de madeira por mês. Esse carga representa um uma movimentação de aproximadamente R$ 2,2 milhões.

Foram localizadas quatro madeireiras clandestinas, retirando ilegalmente madeira de área federal e comercializando o produto do crime em municípios do Pará, estados do Nordeste, além do Rio de Janeiro.

De acordo com a PF, no período das investigações a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) fiscalizou a área com o objetivo de apreender os produtos florestais extraídos de forma ilegal, bem como auxilar na coleta de provas dos crimes investigados.

Os investigados responderão, além dos crimes ambientais, pelos crimes de receptação qualificada, corrupção ativa e passiva, com pena máxima de até 12 anos de reclusão.

Blog Agora Notícia 

Fonte G1 Pará Belém 

waldemir

Radialista/Blogueiro,