Polícia prende suspeito de envolvimento em tentativa de assalto a joalheria em Santarém

A namorada do suspeito que o acompanhava em um quarto de hotel também foi conduzida à Seccional.
Tentativa-de-assalto
Yasmim Kely que foi conduzida à Seccional de Polícia Civil afirma que não tem nada a ver com a tentativa de assalto à joelheria (Foto: Bena Santana/94 FM)
SANTARÉM 

O delegado Jair Castro, da Especializada de Roubos da 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Santarém, oeste do Pará, está à frente das investigações de uma tentativa de assalto a uma joalheria. Um jovem identificado como Juan Felipe Bretas da Rocha foi preso por volta das 22h30 de terça-feira (28) no quarto de um hotel localizado na Avenida Cuiabá, bairro Caranazal. A namorada de Juan que estava em sua companhia também foi conduzida à delegacia.

http://www.agoranoticia.com.br/2018/08/20/policia-militar-prende-dois-homens-por-suspeita-de-trafico-de-drogas-no-distrito-de-flexal/

Segundo a polícia, Juan teria dado apoio com um carro a três indivíduos que entraram na joalheria Diego Joias, na Av. Rui Barbosa, centro, no final da manhã de terça (28). O proprietário do estabelecimento deu alarme no momento em que passava uma viatura da Polícia Militar e os assaltantes fugiram no carro que os aguardava próximo à joalheria.

Imagens do circuito de câmeras da joalheria levaram ao nome do proprietário do veículo que ao ser localizado pela polícia, disse que havia emprestado o carro. De posse dos nomes das pessoas para as quais o carro teria sido emprestado, a polícia iniciou diligência no sentido de localizar os suspeitos.

No final da noite, a polícia chegou ao hotel onde Juan Bretas estava hospedado. A namorada dele, a universitária Yasmim Kely Portela Dias, 20 anos, foi conduzida com ele até a 16ª Seccional de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

Yasmim alega que não tinha conhecimento de que o namorado estava envolvido em assalto e garantiu não ter participação no caso. “Eu conheço o Juan há bastante tempo, mas estamos juntos há alguns meses apenas. Ele é de Alter do Chão, a família dele mora lá. Quando está em Santarém a gente sai, vai há alguns lanches. Essa foi a primeira vez que ele me levou para um hotel, mas eu nunca desconfiei que ele estivesse envolvido com coisa errada. Eu sou honesta. Eu estudo porque quero um futuro melhor, não quero um destino triste de envolvimento com crime. Não tenho nada a ver com crime nenhum”, declarou.

Segundo Yasmim, a frequência com que via Juan era uma vez por semana. Os locais que frequentavam eram simples, o que nunca a levou a suspeitar que ele tivesse dinheiro, embora ele fosse muito reservado.

Investigações preliminares da polícia apontam que Juan Bretas já esteve hospedado em outros hotéis da cidade, onde teria dado golpes deixando faturas em aberto.

A polícia foi para as ruas com Juan Bretas na manhã desta quarta-feira (29), e por volta das 11h30 retornou à 16ª Seccional com mais três suspeitos de participação na tentativa de assalto à joelheria.

Blog Agora Notícia 

Com Informações G1 Santarém Pa

waldemir

Radialista/Blogueiro,