Indenizações de invalidez causadas por acidentes de trânsito crescem 39,6% em quatro meses, no AM

Foram pagas 138 indenizações por morte no trânsito. Homens são maioria das vítimas.
Foto: TV Globo)

MANAUS-AM


Acidentes de trânsito no Amazonas geraram aumento de 39,6% na quantidade de indenizações por invalidez permanente entre janeiro e abril de 2018. Os pagamentos foram feitos por meio do Seguro DPVAT, que é administrado em todo país pela Seguradora Líder.

Segundo o balanço da administradora, foram 1.409 indenizações por invalidez permanente pagas no estado nos primeiros quatro meses de 2018. Já no mesmo período no ano passado, foram repassados os pagamentos para 1.009 beneficiários.

O Amazonas está em quarto entre os estados da Região Norte com maior número de indenizações por invalidez permanente. Pará, Rondônia e Tocantins tiveram maiores volumes de pagamentos, respectivamente 3.072 indenizações, 2.393 indenizações e 1.460 indenizações.

LEIA TAMBÉM

http://www.agoranoticia.com.br/2018/05/17/megaoperacao-contra-pedofilia-ocorre-em-24-estados-e-no-df/

http://www.agoranoticia.com.br/2018/05/17/para-representa-52-da-mao-de-obra-em-todo-o-pais/

http://www.agoranoticia.com.br/2018/05/17/paysandu-empata-e-conquista-o-bicampeonato-da-copa-verde/

O Boletim Estatístico da Seguradora Líder mostra os dados consolidados entre janeiro e abril de 2018, período em que foram pagas 116.085 indenizações. O montante é 8% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado (126.261).

Os homens continuam sendo os principais beneficiários, com 75% dos pagamentos. A faixa etária de 18 a 34 anos é a que concentra o maior volume de vítimas (cerca de 55,4 mil), indicando que os acidentes de trânsito afetam principalmente pessoas jovens em idade economicamente ativa. A análise do total de indenizações pagas indica ainda que os motoristas foram as vítimas do acidente em 71.227 casos, sendo que entre estes 62.428 (88%) eram motociclistas.

Mortes

Entre janeiro à abril de 2018 foram pagas 138 indenizações por morte no trânsito no Amazonas. No mesmo período do ano passado foram efetuadas 110 pagamentos com esse tipo de seguro. Houve aumento de 25,45% nas indenizações por mortes em acidentes de trânsito no estado.

Os pagamentos para famílias de beneficiários foram efetuados por meio do Seguro DPVAT, que cobre danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre. O Amazonas teve o quarto maior número de indenizações por morte da Região Norte. Pará, Tocantins e Rondônia tiveram maiores números de indenizações por morte no quadrimestre.

O pagamento da indenização é feito em conta corrente ou poupança da vítima ou de seus beneficiários, em até 30 dias após a apresentação da documentação necessária. O valor da indenização é de R$ 13.500 no caso de morte e de até R$ 13.500 nos casos de invalidez permanente, variando conforme o grau da invalidez, e de até R$ 2.700 em reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas.

O prazo para solicitar a indenização por morte é de até três anos contados da data do óbito. Para despesas médicas (DAMS), a contagem do prazo prescricional inicia a partir da data do acidente. No caso de indenização por invalidez permanente o prazo é de três anos a contar da ciência da invalidez pela vítima. Os familiares ou beneficiários do Seguro DPVAT podem solicitar pelo site da

Blog Agora Noticia

Fonte G1 AM

waldemir

Radialista/Blogueiro,