Papão sonho com o topo da Segundona; vitória diante do Juventude garante ascensão

É HOJE
Jorge Luiz/Paysandu

ESPORTE-FUTEBOL


Com um time desfigurado em relação as suas últimas partidas, tanto na Copa Verde quanto na própria Série B do Campeonato Brasileiro, pela qual volta a campo hoje, o Paysandu mira mais uma vez a liderança do campeonato, ao enfrentar, a partir das 19h15, o Juventude-RS, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Para chegar ao seu objetivo, porém, o Papão terá de fazer a sua parte e, ainda, ficar na torcida para que o atual líder, o Vila Nova-GO, seja surpreendido pela Ponte Preta-SP, no domingo (13), em jogo que fecha a 5ª rodada do campeonato. Os bicolores, porém, focam na primeira meta, que é a soma de mais três pontos.

O mais importante para o técnico Dado Cavalcanti e seus jogadores, no momento, é manter a equipe no bolo dos quatro primeiros colocados. “Se a primeira colocação vier, ótimo”, diz o treinador. “Se não acontecer, que a gente possa continuar lá em cima na tabela de classificação”, argumenta.

A busca pela ponta da classificação vem sendo buscada, no entanto, desde a rodada passada, ainda que sem obsessão. Contudo, o empate diante do Sampaio Corrêa-MA, aliado ao triunfo do Vila no clássico com o Goiás-GO, colocaram tudo a perder.

PEDRA NO CAMINHO

E mais uma vez, o Tigre se coloca no caminho bicolor. Com 12 pontos, a equipe goiana é líder isolada da Segundona. Vencendo o Juve, o Papão, que soma 10 pontos, chegará a 13, mas poderá ser ultrapassado, novamente, pelo concorrente goiano, dando ares de uma briga de gato e rato entre as equipes.

Por sua vez, o alviverde gaúcho encara a partida de outra maneira. Ocupando a 16ª colocação, com 4 pontos, portanto, à beira do abismo da zona de rebaixamento, o time dos Pampas busca sair da posição incômoda em que se encontra, cujo primeiro passo foi dado com a vitória (2 a 1), fora de casa, diante do Boa Esporte-MG, na rodada passada.

Para o jogo, um Papão alternativo

De “antenas ligadas” na decisão da Copa Verde, na quarta-feira (16), contra o Atlético-ES, em Belém, o técnico Dado Cavalcanti decidiu poupar alguns de seus principais jogadores da partida no Sul. Desta maneira, o zagueiro Diego Ivo, o volante Nando Carandina e os atacantes Cassiano e Moisés acabaram ficando em Belém para recuperarem o gás com vistas à decisão do torneio. O caso do zagueiro Perema, em contrapartida, é diferente, já que o atleta se recupera de uma lesão na posterior da coxa esquerda.

“As trocas foram prudentes. Temos a final de campeonato na quarta-feira e logo depois o jogo contra o São Bento-SP”, salientou Dado, se referindo ao jogo do meio de semana valendo o título da Copa Verde, contra o Atlético-ES, e a sequência do Brasileiro.

Rival atento ao jogo aéreo 

Embora o técnico Julinho Camargo esconda o jogo e faça mistério quanto ao time que deverá mandar a campo, hoje, o Juventude deve ter mudanças para encarar o Papão. De acordo com as especulações da imprensa gaúcha, a equipe deverá sofrer, no mínimo, quatro alterações. E elas começam pelo gol. Livre da suspensão que o tirou do jogo contra o Boa Esporte-MG, partida em que o grupo obteve a sua primeira vitória na Série B, o goleiro Matheus Cavichioli deve retomar a titularidade no posto de Douglas, que volta ao banco de reservas.

As demais alterações seriam de ordem tática: sai Diones, entre Fellipe Mateus; sai Neuton e entra Caio Rangel, com Pará voltando à lateral esquerda; e César Martins entra como lateral-direito, com Choco sendo avançado ao meio de campo. Com isso, Tony também deixa a equipe. O treinador porém, não confirmava até ontem a composição que pretende mandar a campo.

Com exceção do goleiro, as demais mudanças se dariam em função do jogos aéreo do visitante. “O Paysandu tem um time forte. No último jogo, eles tinham sete jogadores com mais de 1m80. Têm uma bola alta muito boa “, comentou o técnico.

Blog Agora Noticia

(Nildo Lima/Diário do Pará)

waldemir

Radialista/Blogueiro,