Habeas Corpus de Lula para evitar prisão é rejeitado pelo Supremo

presidente do Supremo Tribunal federal, Carmem Lúcia, em voto de minerva,

BRASIL


presidente do Supremo Tribunal federal, Carmem Lúcia, em voto de minerva, decidiu contra o Habeas Corpus preventivo para evitar a prisão do ex-presidente Lula, condenado em segunda instãncia. Depois de mais de dez horas de julgamento. Antes do voto da presidentente do STF, o ministro Celso de Mello empatou em 5 votos a 5 após deferir o pedido de defesa do julgado. Agora, cabe a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Carmen Lúcia​ ​desempatar.

http://www.agoranoticia.com.br/2018/03/29/idosa-de-91-anos-realiza-o-sonho-de-se-formar-no-ensino-medio/

Agora, a defesa do ex-presidente terá até o dia 10 de abril para apresentar um último recurso contra a condenação no TRF4, consequentemente ganhando tempo contra eventual ordem de prisão, estabelecida pelo juiz Sergio Moro a pena de 12 anos e um mês.​

RELEMBRE ​

Lula foi condenado em junho do ano passado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão e teve a sentença confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com sede em Porto Alegre, que aumentou a pena para 12 anos e um mês na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato​ ​

​O julgamento do habeas corpus no STF teve início no dia 22 de março, mas a sessão foi interrompida na Corte. Com isso, o ex-presidente ganhou um salvo-conduto para não ser preso até a decisão desta tarde.

Veja como votaram os ministros:

Luiz Fux – contra

Edson Fachin – contra

Alexandre de Mores – contra

Luís Roberto Barroso – contra

Rosa Weber – contra

Carmen Lúcia – contra

Gilmar Mendes – ​a favor

Dias Toffoli – a favor

Ricardo Lewandowski – a favor

Marco Aurélio – a favor

Celso de Mello – a favor

Blog Agora Noticia

​(Com informações da Agência Brasil)​

waldemir

Radialista/Blogueiro,