Preso que confessou matar jovem durante carona é agredido em presídio

Jonathan Pereira do Prado, de 33 anos, que confessou roubar e matar Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos,

POLICIA


Jonathan Pereira do Prado, de 33 anos, que confessou roubar e matar Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, durante uma carona combinada por WhatsApp, foi agredido por outros presos em uma cela no Presídio de Frutal (MG).

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), o fato ocorreu na noite desta sexta-feira (3).

O preso teve um corte no supercílio e precisou ser transferido para cela isolada.

A Seap informou que a direção-geral da unidade prisional instaurou um procedimento administrativo para apurar as circunstâncias e responsabilidades pela agressão.

Após os agressores serem identificados, eles passarão pela Comissão Disciplinar e sofrerão sanções administrativas, garantiu a Secretaria.

A radiologista foi dada como desaparecida na última quarta-feira (1º) depois que saiu de São José do Rio Preto (SP) com destino a Itapagipe (MG) para encontrar com o namorado.

O corpo dela foi encontrado em um córrego sem a calça e com a cabeça mergulhada na água.

Exames preliminares não confirmaram violência sexual, mas que a vítima foi agredida e estrangulada.

Blog do Waldemir Santos

Info : (DOL)

waldemir

Radialista/Blogueiro,