Filho executa o pai de 73 anos

Depois de dois meses de investigação, a Polícia Civil do Pará elucidou a morte de  Dionízio Aires Azevedo

Foto : Divulgaçao

POLÍCIA


Depois de dois meses de investigação, a Polícia Civil do Pará elucidou a morte de  Dionízio Aires Azevedo, de 73 anos de idade. Ele foi assassinado a tiros em um sítio localizado na Vila de Carapajó, zona rural de Cametá. Seu filho de criação, Relmson Freitas, foi o contratante do homicidio e, segundo  o executor confesso do crime, identificado como Elias Serrão, vulgo “Pinguim”, RelMSON teria particIpado da execução do próprio pai.

Elias Serrão confessou o homicídio e contou em detalhes como ocorreu a execução do crime e contou também que o mandante teria sido o próprio filho de criação da vítima, o jovem Relmson Freitas. Segundo o relato dele à Polícia, Relmson não apenas teria mandado matar seu próprio pai como também teria particpado ativamente do assassinato.

A Polícia informou ainda que foi preso em flagrante Adelson Costa por posse irregular de arma de fogo. Ele estava portando a arma que, segundo Elias, teria sido a usada no homicídio do idoso.

A causas do crime não foi informada pela polícia.

Blog do Waldemir Santos

(DOL)

waldemir

Radialista/Blogueiro,