Capacitação é a chave para um bom emprego. E pode aumentar o salário.

Nos sete primeiros meses de 2017, o saldo de empregos formais no Pará foi negativo.


Octávio Cardoso/Diário do Pará

PARÁ


Nos sete primeiros meses de 2017, o saldo de empregos formais no Pará foi negativo. Apenas no período de janeiro a julho deste ano, o Estado já registra uma perda de mais de 7 mil postos de trabalho, de acordo com levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Com um número maior de pessoas competindo por uma vaga, sai na frente quem possui mais qualificação. Pensando nisso, o DIÁRIO apresenta um novo projeto que pretende auxiliar quem deseja se recolocar no mercado de trabalho, o Diário Emprega.

Em pesquisa realizada em 2016, a Fundação Dom Cabral (FDC) ouviu 201 empresas em todas as regiões brasileiras para avaliar o nível de qualificação profissional da mão de obra no país. Dentre as empresas pesquisadas, 47,3% disseram enfrentar dificuldades para contratar, mesmo com o número grande de desempregados em busca de uma vaga.

Deixando evidente que a qualificação é determinante no momento da seleção, as empresas apontaram que, em 82,6% dos casos, as maiores causas do não preenchimento das vagas estavam ligadas à falta de profissionais com qualificação específica. Do total, 40% das empresas indicaram que as maiores dificuldades eram em encontrar profissionais qualificados de nível técnico.

O cenário é reforçado por outra pesquisa, esta realizada pela empresa de recrutamento ManpowerGroup. A ‘Pesquisa se Escassez de Talentos 2016/2017’ aponta que a taxa de carência de mão de obra qualificada no Brasil chega a 43%. Do total de empregadores ouvidos, 41% afirmam ter dificuldade de preencher cargos porque que faltam habilidades e competências técnicas.

QUALIFICAÇÃO

Master Coach da SBCoaching, Raquel Conde destaca que o mercado exige profissionais capazes de resolver problemas em um cenário de constante mudança e, diante disso, “quem não se qualifica está se permitindo ficar para trás”.

Para a master coach da SBCoaching, Raquel Conde, o mercado exige profissionais capazes deresolver problemas em um cenário deconstante mudança. (Foto: divulgação)

Apesar do cenário de desemprego, a master coach acredita que é possível aproveitar as oportunidades se houver planejamento. “Nós nunca estivemos em um momento tão propício ao desenvolvimento pessoal e profissional”, avalia Raquel. “Antes, a economia se desenvolvia de forma mais lenta, mas hoje novos mercados aparecem constantemente que precisarão de pessoas competentes para atendê-los”.

Para atender a essas exigências, porém, os profissionais precisam ter uma visão mais ampla sobre a carreira que desejam construir. Além do cargo que pretende ocupar e a remuneração almejada, é necessário definir até onde se espera chegar para, então, escolher a qualificação mais adequada para os objetivos. “A pessoa deve primeiro ter clareza sobre em que ela é boa. Depois, deve olhar para o ambiente e avaliar quais as necessidades futuras e como ela pode, usando suas forças, aproveitar as oportunidades que surgem dessas necessidades”.

MERCADO

Analisando o cenário atual, a diretora da Gestor Consultoria, Nara Abdon d’Oliveira, avalia que as necessidades do mercado acompanham a curva da economia. Especificamente no Estado do Pará, a especialista avalia que a indústria começa a apontar sinais de aquecimento. Realidade que pode influenciar também outros setores. “A indústria congrega, ao redor dela, um leque de outros setores. Quando a indústria aquece, leva atrás o ramo de serviços, por exemplo”, aponta Nara.

Tomando este cenário como base, o Diário Emprega abordará, ao longo desta semana, quatro grandes áreas que oferecem oportunidade de qualificação profissional no Estado. Por meio de uma perspectiva positiva, a série de quatro matérias apresentará cursos técnicos que se destacam nos setores da Indústria, Comércio e Serviços, na área de Empreendedorismo e ainda as possibilidades oferecidas através da formação pública. O projeto Diário Emprega tem patrocínio do Hapvida.

Blog do Waldemir Santos

(Cintia Magno/Diário do Pará)

waldemir

Radialista/Blogueiro,