Morre o jornalista Marcelo Rezende

Reprodução

O jornalista e apresentador Marcelo Rezende faleceu no início da noite deste sábado, aos 65 anos, vítima de falência múltipla dos orgãos. Fragilizado pelo câncer que atingiu seu fígado e pâncreas, o autor de bordões como “Corta pra mim” contraiu uma forte pneumonia na última semana e não resistiu.

Marcelo Rezende construiu uma sólida carreira no jornalismo televisivo. Ele iniciou seu percurso na profissão por acaso. Aluno de um curso técnico de mecânica, Rezende, que já havia se aventurado como hippie na Bahia na adolescência, visitou a pedido de um primo a redação do Jornal dos Sports, extinta publicação carioca. Nunca mais saiu do jornalismo desde então.

Com passagens de destaque por emissoras como TV Globo e Record TV, Marcelo Rezende consagrou-se no jornalismo televisivo a partir do final dos anos 90. Especialista no universo policial, Marcelo despontou no jornalismo com a reportagem Favela Naval, de 1997, onde denunciava abusos policiais em favelas cariocas. Na emissora do Rio de Janeiro também apresentou o programa Linha Direta, no início dos anos 2000.

Mas foi com a mudança de emissora que Rezende elevou seu nome de vez como apresentador. Contratado pela Record TV após curta passagem pela RedeTV, Marcelo Rezende esteve a frente do programa Cidade Alerta por mais de uma década, onde ficou nacionalmente conhecido por bordões como Corta pra mim”“Dá trabalho pra fazer meu filho”, “Sapeca iaiᔓOlha o sururu” e “Põe na tela!”.

Marcelo Rezende era divorciado e deixa cinco filhos adultos.

 

POST : WALDEMIR SANTOS 

INFO : (DOL)

waldemir

Radialista/Blogueiro,