Sete pessoas são mortas depois do assassinato de Policial Militar em Parauapebas

               A Polícia nega toque de recolher, mas as mortes continuam sendo anunciadas.
    


PARAUAPEBAS


Depois que o policial militar, Raimundo Nonato Oliveira de Sousa, de 51 anos, foi torturado e morto na frente de sua família, na noite de segunda-feira, 11, no município de Parauapebas, a polícia registrou a morte de outras sete pessoas em diversos bairros da cidade. Quatro delas foram executadas no meio da rua, na manhã de terça-feira, 12. A polícia ainda não sabe se os assassinatos têm relação com a morte do PM.

O Comando da Policia Militar está oferecendo 5 mil reais de recompensa para quem repassar informações que levem a localização dos criminosos que mataram o PM, através do disque-denúncia. O velório do policial militar aconteceu no auditório da Câmara Municipal de Parauapebas, e o enterro as 10 horas desta quarta-feira, 13, no Cemitério Municipal Jardim da Saudade, onde recebeu homenagens do 23º Batalhão da Policia Militar de Parauapebas.

POST : WALDEMIR SANTOS 

POR : GIRO PORTAL

Fonte: zedudu.com.br

waldemir

Radialista/Blogueiro,