Alunos do ensino médio em Altamira estão sem professores



 

ALTAMIRA-PA


Estudantes e professores fizeram protesto neste sábado, 1º. Sistema deveria atender alunos das zonas rurais da região.

Em Altamira, sudoeste do estado, estudantes e profissionais da educação protestaram contra a falta de professores para atuar no Sistema Modular de Ensino, neste sábado (1º). O programa atende comunidades rurais.

Os manifestantes vieram dos municípios de Brasil Novo, Medicilândia, Uruará e da zona rural de Altamira interditaram parte da avenida Tancredo Neves, no centro da cidade, em frente a a 10ª Unidade Regional de Ensino (URE).

“Nossa equipe é pequena para o número de localidades. Com isso a disciplina não é trabalhada nessas comunidades. Estão faltando disciplinas para várias séries”, relata o professor Antônio Nilson Moraes.

Pelo menos 21 comunidades rurais de sete municípios da região da Transamazônica são atendidas pelo sistema modular de ensino.

A estudante Rana Cardino está indignada com o atraso que os estudantes estão estão sendo submetidos. “É uma injustiça, gente. Eu estou no segundo ano, esse ano já vou entrar no terceiro e eu ainda estou concluindo matéria do primeiro ano. Era pra eu acabar com 17 anos, vou acabar só no ano que vem, pelo meio do ano, se acabar”, reclama.

Contratações
O diretor da URE, Odair Florencio, informou que novos professores serão contratados para atuar nas disciplinas em atraso.

“Estamos gradativamente resolvendo os problemas. Conseguimos autorização para 10 polos, então esses professores vão ser lotados e a partir de terça-feira já irão começar as aulas das disciplinas atrasadas”, garante.

POST:WALDEMIR SANTOS

INFO:Por G1 PA, Belém

waldemir

Radialista/Blogueiro,