MAIS DE 42 MIL VACINAS FORAM DISTRIBUÍDAS EM BELÉM


BELÉM- PA

Depois de problemas com falta de vacina contra febre amarela em algumas unidades desde a última sexta-feira (4), a rede municipal de saúde de Belém recebeu ontem um novo quantitativo da imunização para reabastecer a cidade. Segundo a coordenadora do programa de imunização da Secretaria Municipal de Saúde e Meio Ambiente (Sesma), Nazaré Athayde, já foram distribuídas mais de 42 mil doses da vacina desde janeiro deste ano na capital.

A vacina contra febre amarela faz parte do programa nacional de imunização do Ministério da Saúde e, portanto, está disponível o ano inteiro. O montante de doses da vacina é repassado do Ministério para os estados, de acordo com a demanda de cada um, e desses para os municípios.

DISTRIBUIÇÃO

Por ser um estado que faz parte da área recomendada para a vacinação contra a febre amarela, devido estar localizado na região amazônica, o Pará recebe um quantitativo ainda maior da vacina, o que possibilitaria a disponibilidade do produto em todas as salas públicas de vacinação.

Em Belém, o quantitativo mensal de rotina para a febre amarela é de sete mil doses, mas o número aumentou drasticamente nas últimas semanas, depois que a demanda da população cresceu após a morte de um macaco pela doença no Parque do Utinga. Devido a alta procura, a rede tem feito pedidos mais frequentes e maiores da vacina para a rede estadual.

Nazaré conta que foram pedidas mais sete mil doses só na semana passada e um segundo carregamento seria entregue ontem à tarde. Porém, algumas unidades, como a Unidade de Referência Especializada Materno Infantil (Uremia), o Centro Escola de Saúde do Marco e o Centro de Saúde da Pedreira estavam sem a vacina, de manhã.

Apesar da comoção pública em torno da vacina e da intensificação da vacinação, Nazaré reforça que a população pode se acalmar, pois os riscos de contaminação são pequenos. “Já erradicamos a doença. Os casos que ainda presenciamos são de febre amarela silvestre, que ocorrem em animais”.

OUTRAS INFORMAÇÕES

A reportagem solicitou à assessoria da Sesma, por e-mail, reforçadas por telefone e durante a entrevista, as seguintes informações: balanço geral das vacinas até o momento; quantitativo de doses que a rede municipal ficou de receber do Estado ontem; e a lista de postos de saúde com sala de vacinação que estão aplicando a vacina contra febre amarela. Até o fechamento desta edição, no entanto, não houve retorno.

POST:WALDEMIR SANTOS

(Arthur Medeiros/Diário do Pará)

waldemir

Radialista/Blogueiro,