Novo governo de Nélio Aguiar diz que erdou uma divida de quase 96 milhões da gestao de Von

dsc_0534

nova gestão em Santarém, no oeste do Pará, sob o comando do prefeito Nélio Aguiar (DEM), diz que herdou dívida de aproximadamente R$ 96 milhões do governo do ex-prefeito Alexandre Von (PSDB). O valor foi anunciado por Nélio na segunda-feira (16), durante pronunciamento na sessão de abertura dos trabalhados na Câmara de Vereadores. O gestor disse que vai priorizar a negociação da dívida.

O valor anunciado é resultado da apuração de uma comissão nomeada para analisar as finanças da administração municipal. Conforme informou o Jornal Tapajós 1ª edição de segunda-feira, foram pouco mais de R$ 94 milhões de contas a pagar. O valor deixado em caixa foi de R$ 39 milhões. Aproximadamente R$ 2,5 milhões foram de precatórios – débitos que o município tem com cidadãos ou empresas.

O mais preocupante são os débitos da Prefeitura com o Instituto de Previdência do Servidor Municipal, referentes a recolhimento, que implica em penalidades. “Estamos impossibilitados de realizar qualquer convênio com o governo do estado e com o governo federal. Estamos priorizando a renegociação desse débito, o parcelamento dessa dívida para que a gente possa sair do caos”, declarou.
saiba mais

Sessão marca abertura de trabalhos na Câmara Municipal em Santarém
Prefeito Nélio Aguiar fala sobre ações prioritárias na saúde e outras áreas
Prefeito, vice e 21 vereadores eleitos tomam posse em Santarém, no PA

Durante o discurso, Nélio reafirmou o compromisso com a população santarena assumido em campanha e destacou algumas prioridades em seu governo na gestão 2017/2020. Segundo Aguiar, a única saída cabível é reduzir as despesas com pessoal, aluguéis de veículos, imóveis e investimentos de demandem apenas recursos próprios que sejam considerados prioritários.

POST:WALDEMIR SANTOS

INFO: G1 SANTAREM

waldemir

Radialista/Blogueiro,